To Sell Is Human: The Surprising Truth About Moving Others by Daniel H Pink – Business Book Review

Em 31 de dezembro de 2012, Daniel H. Pink lançou seu novo livro, “To Sell Is Human”. Pink é o autor do best-seller “Drive” e “A Whole New Mind”. Pink anuncia que, independente da carreira, hoje, estamos todos em vendas.

Nos Estados Unidos, 1 em cada 9 trabalhadores ainda ganha a vida tentando fazer com que outros façam uma compra. Pink diz que os outros 8 em 9 também estão em vendas. “Venda não vendida” é o termo de Pink, referindo-se a persuadir, convencer e influenciar outras pessoas a desistir de algo que possuem em troca do que temos. Hoje, as pessoas gastam cerca de 40% do dia de trabalho com vendas não comerciais.

A venda sem vendas transcende o local de trabalho, pois os pais bajulam os filhos e nós, como indivíduos, vendemos nossas ideias, produtos e exclusividade em sites como Facebook, Twitter e Match.com. Pink observa que nenhuma dessas plataformas de mídia social existia há dez anos.

A América corporativa frequentemente compartimentaliza funções, como contabilidade, marketing e vendas. O aumento de empreendedores e microempresários exige que um ou poucos indivíduos exerçam muitas funções diferentes, incluindo vendas de serviços, criatividade e atendimento ao cliente.

Inicialmente, as pessoas presumiram que a Internet e a tecnologia prejudicariam as vendas como uma carreira, mas o oposto persiste, graças à tecnologia móvel em expansão.

“A mesma tecnologia que torna obsoletos certos tipos de vendedores, transformou ainda mais pessoas em potenciais vendedores”, diz Pink.

A elasticidade no local de trabalho de hoje é crucial, porque, como diz Pink, “Um mundo de organizações planas e condições de negócios tumultuadas – e esse é o nosso mundo – pune as habilidades fixas e premia as elásticas.”

Ed-Med representa educação e saúde – as carreiras de crescimento mais rápido, tanto no mercado interno quanto no exterior, de acordo com o programa de Estatísticas de Emprego Ocupacional dos EUA. A venda sem vendas impulsiona ambos os campos. Os profissionais de saúde vendem remédios aos pacientes e os professores vendem aos alunos o valor de prestar atenção nas aulas.

Historicamente, comprador, cuidado (cuidado com o comprador) levou os consumidores ao fazer uma compra. Antes da Internet, os vendedores muitas vezes possuíam conhecimentos não facilmente disponíveis para o público em geral, criando assimetria de informações.

Agora, Deixe o vendedor tomar cuidado (cuidado com o vendedor), reina, já que consumidores educados agora têm acesso a informações antes ocultas, via Internet, o que nivela o campo de jogo entre compradores e vendedores. Honestidade, franqueza e transparência superam a duplicidade e a trapaça nas vendas tradicionais e nas vendas não comerciais.

Para ser bem-sucedido na movimentação de outras pessoas e na venda sem vendas, é necessário reescrever o ABC tradicional (Sempre fechando) das vendas.

Os novos ABCs das vendas são sintonia, flutuabilidade e clareza – não palavras da moda irreverentes, mas conceitos amigáveis ​​ao usuário. Complemente-os com argumentos de venda afiados, improvisação e serviço e você estará no caminho certo para o sucesso, seja em vendas tradicionais ou não.

No dia de Ano Novo, Pink apresentou um webinar exclusivo de uma hora para os primeiros respondentes de “To Sell Is Human”. Ele sugeriu o best-seller de Daniel Coyle, “The Little Book of Talent-52 Tips for Improving Your Skills. Para saber mais, visite: http://thetalentcode.com/book

About admin

Check Also

Summary of a Technique For Producing Ideas by James Webb Young

A capacidade de produzir grandes ideias uma após a outra é uma habilidade cobiçada tanto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *