New Book Teaches Business Owner Freedom Through Employee Empowerment

O sucesso da indústria de serviços de Brian Harding: desenvolva sua equipe, capacite seu pessoal, alcance sua liberdade é um livro que todo empresário precisa ler, especialmente aqueles que administram empresas menores e se encontram tão ocupados trabalhando na empresa que nunca têm tempo para voltar atrás e ver o quadro geral, muito menos tirar férias. Harding, que tem anos de experiência como empresário e consultor de negócios, sabe que esse problema acontece porque os empresários tentam controlar demais seus negócios e não entregam o controle a seus funcionários, ou sentem que não podem confiar nos funcionários para cuidar dos negócios sem supervisioná-los constantemente.

Harding explica que o verdadeiro problema aqui é que os funcionários não seguem os processos, e esse problema geralmente existe porque os funcionários não foram treinados adequadamente ou os processos e procedimentos adequados não foram implementados. Se os empresários querem liberdade para se afastar de seus negócios por mais de um dia ou dois, eles devem ajudar suas equipes a aprender a trabalhar de forma autônoma. Como consultor, Harding costuma fazer com que os empresários se queixem que os funcionários não estão “compreendendo”. Quando isso acontece, ele pede que listem as três principais coisas que os funcionários fazem que causam problemas. Em seguida, ele pede que escrevam quantas horas passam por mês ou ano treinando os funcionários nessas coisas. A resposta que ele geralmente recebe é: “Ah, sim. Acho que isso explicaria nosso mau desempenho, hein?”

Por mais perspicaz que seja essa prática, Harding também revela que simplesmente ensinar as pessoas a seguir os procedimentos não é a questão toda. A maioria das pessoas pode seguir os procedimentos, mas nem sempre as pessoas querem.

Harding dá aos empresários uma verificação da realidade quando afirma: “Todas as pessoas, incluindo seus funcionários, tomam decisões baseadas principalmente, se não inteiramente, no que querem (ou querem evitar), com pouca consideração pelo que você, como proprietário da empresa, deseja. .” Ele também nos lembra que a maioria das pessoas não larga o emprego; eles desistem do chefe, que pode ser o dono da empresa. Portanto, os proprietários devem aprender a tratar os funcionários de maneira que os deixem felizes com seus empregos e seu ambiente de trabalho, para que desejem ter sucesso. Se os donos de empresas não forem completamente honestos consigo mesmos nessa área, isso “prejudicará significativamente nossa capacidade de desenvolver a confiança que devemos ter em nossa equipe para entregar o controle e nos livrar da sensação de que nossa empresa nos pertence”.

Harding então oferece maneiras de resolver essas situações. Uma das mais importantes é perceber que nem todo mundo é igual, então nem todo mundo quer a mesma coisa. Temos que conhecer nossos funcionários. Ele afirma, “para liderar, gerenciar e vender de forma eficaz, devemos ser capazes de nos comunicar de forma eficaz com uma ampla gama de tipos de personalidade. E não podemos expandir nossas empresas se não pudermos nos comunicar de uma maneira que ressoe com nossa equipe e nossos clientes. “

Como proprietário, Harding sabe que esse processo pode ser difícil. Podemos sentir que somos o chefe e, portanto, é do nosso jeito ou da estrada, mas a verdade é que você não pode obrigar as pessoas a fazerem algo que elas não querem fazer.

Além disso, você precisa ter alguma humildade e perceber que nem sempre está certo. Harding fala sobre a diferença entre pessoas orientadas para tarefas e orientadas para pessoas. Gerentes orientados a tarefas geralmente querem apenas fazer o trabalho e não estão tão interessados ​​em cultivar relacionamentos. Seu conselho para essas pessoas é que se perguntem: “Quero estar certo ou ter sucesso?” Para ter sucesso, você precisa fazer com que sua equipe queira fazer o trabalho. Os gerentes orientados para as pessoas podem estar mais preocupados com seus relacionamentos com seus funcionários do que com o trabalho em si. Nesses momentos, eles podem precisar se perguntar: “Neste momento, estou tentando ser amado ou estou tentando ser bem-sucedido?” Em ambos os casos, o sucesso é o objetivo final, mas só pode ser alcançado desenvolvendo relacionamentos saudáveis ​​e equilibrados com funcionários ou colegas de trabalho. O valor do desenvolvimento do relacionamento não pode ser subestimado. Como Harding aponta, a maioria de nós passará mais tempo com nossa equipe no trabalho do que com nossos cônjuges, filhos ou amigos, e se essas relações de trabalho não forem boas, as pessoas irão embora.

Harding sabe que muitos empresários acharão sua filosofia muito delicada. Sua resposta: “Ao trabalhar com pessoas que pensam que essas ideias são malucas, pergunto: ‘Se você não gosta das ideias que estou apresentando, tudo bem. Mas me diga, o que há para um funcionário trabalhar em sua empresa? ?’ Quando os empresários respondem que os funcionários recebem um salário, Harding responde: “Toda empresa oferece um salário. Além de oferecer o salário exigido por lei que todos os outros empregadores oferecem, o que há para o funcionário trabalhar aqui?”

Harding oferece muitos bons conselhos sobre o sucesso da indústria de serviços e métodos práticos para tornar o local de trabalho melhor para todos. Os exercícios estão incluídos para ajudar os empresários a se tornarem mais conscientes das mudanças que precisam fazer e como fazê-las. Eu poderia falar muito mais sobre o valor que Harding oferece nestas páginas, mas vou encerrar dizendo que adorei a ideia dele de que devemos pensar em cada interação com um funcionário como um depósito ou saque que melhora ou prejudica o relacionamento do funcionário com o chefe e empresa. Como as pessoas se lembram mais das coisas ruins do que das boas, elas precisam de pelo menos cinco experiências positivas no trabalho para cada experiência negativa, para que possam se equilibrar.

Ao todo, o Service Industry Success é uma visão poderosa e prática de como melhorar os relacionamentos dos funcionários, incentivar os funcionários a abraçar seus trabalhos e, finalmente, dar ao proprietário alguma liberdade para colher os frutos de um trabalho bem feito.

About admin

Check Also

Summary of a Technique For Producing Ideas by James Webb Young

A capacidade de produzir grandes ideias uma após a outra é uma habilidade cobiçada tanto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *