New Book Advocates Magic As Key to Your Organization’s Success

Em Construindo uma Organização Vencedora, Dylan Stafford compartilha seus segredos conquistados com muito esforço sobre como construir uma organização que manterá os funcionários felizes e fará com que os clientes voltem. Além de se basear em suas experiências acadêmicas como Reitor de Admissões da UCLA para seu Programa de Gestão de Negócios e seu trabalho na América corporativa, ele também compartilha as perspectivas de estudantes e outros tanto na academia quanto no mundo dos negócios. E então ele mistura tudo adicionando uma pitada de magia à la Harry Potter.

“Harry Potter?” você pode dizer. Sim, Harry Potter. Dylan entende que as gerações mais jovens de hoje que estão entrando no mercado de trabalho cresceram lendo os romances de JK Rowling e assistindo os filmes baseados neles, então ele sugere que queremos que nossas organizações tenham um pouco mais de mágica para manter todos engajados em seu trabalho e em seu produtos da empresa. Ele defende o uso de Hogwarts como modelo de como adicionar essa magia. Então, em cada capítulo, ele relaciona um aspecto do trabalho a Hogwarts. Essa estratégia torna o livro divertido para o leitor, e os exemplos são claros e as lições aplicáveis, independentemente de você ser fã de Harry Potter.

Construindo uma organização vencedora é dividido em quatorze capítulos que discutem vários aspectos da liderança e como você pode transformar sua organização em uma experiência ganha-ganha para todos os envolvidos. Os títulos dos capítulos incluem: Time to Be a Wizard, Falling in Love with Leadership, Telling Your Tribe’s Story, Show Me the Money, Trusting Your Army e A Global Brain, a Global Heart. Cada capítulo conta uma série de histórias das experiências de Dylan e de outros e, em seguida, faz perguntas difíceis ao leitor, perguntas que exigem que o leitor seja introspectivo e também engajado no processo de busca de mudanças para a organização. Exemplos de tais perguntas incluem: “Como você descreveria a cultura de sua organização agora? O que está funcionando? O que não está funcionando? O que está faltando?” e “Quem está lhe trazendo um ‘problema’ que pode ser uma oportunidade? Que iniciativa faria a diferença que você ainda não deu permissão para surgir? Anote-a e depois veja que mágica se revela”.

Uma coisa que eu amei nesse livro é o quanto Dylan está engajado em ouvir as pessoas. Nestas páginas, ele compartilha suas experiências com alunos com quem trabalhou, que levantaram questões e lhe deram ideias, e como ele e seus colegas correram com a bola para transformar essas ideias em sucesso. Um exemplo é como o presidente do corpo estudantil sugeriu a ele o que se tornou “Super Sábados”, um evento na UCLA onde os alunos entrantes podem entrevistar e serem entrevistados por alunos e administradores atuais sobre o programa de MBA. Embora este evento exija muito trabalho e signifique abrir mão de alguns sábados, também significa que esses potenciais futuros alunos (clientes) saem com uma experiência positiva, sentindo que não apenas querem ir para a UCLA, mas que a UCLA está interessada em eles. Este evento só aconteceu porque Dylan escolheu ouvir as ideias dos outros e implementá-las, e tem sido um sucesso contínuo há muitos anos.

Dylan também compartilha a importância do networking ao longo do livro. Ele descreve como, enquanto trabalhava para a Siemens na Alemanha, ajudou a criar um evento mensal de networking internacional chamado InterGREAT! Parte do objetivo deste evento era mudar a forma como as pessoas percebiam a empresa, que havia sido fundada em 1847. Ao realizar o evento em uma cervejaria, Dylan e seus colegas conseguiram torná-lo divertido e apresentar a Siemens como “não a empresa que seu pais sabiam, mas sim um lugar jovem e vibrante.” Como resultado, eles mudaram a percepção dos alemães mais jovens de que a Siemens pode ser “rígida, obsoleta e presa” para a Siemens ser “moderna, elegante e legal”. Este evento logo levou a atividades derivadas, incluindo viagens de esqui. Dylan foi aplaudido por fazer o que os alemães achavam que não podiam fazer – subir no palco e dizer às pessoas para fazerem contatos, o que basicamente significava apenas fazer amizade com Dylan. O resultado? Uma empresa que pode continuar a prosperar no futuro.

Essa história se encaixa bem com a mensagem de Dylan sobre a necessidade de atrair a geração mais jovem para sua organização, o que, por sua vez, se conecta ao motivo pelo qual ele empresta a metáfora de Hogwarts para expor seus pontos ao longo do livro. A certa altura, ele nos diz: “Para você, liderando sua universidade ou sua organização, você tem a oportunidade de aprender com Hogwarts. Sua organização pode ser o cenário para seus alunos ou funcionários estarem em suas próprias jornadas de heróis. Nesse tipo de cultura, você terá uma organização vencedora em suas mãos. Pessoas talentosas hoje têm opções, quase infinitas, para pegar seus laptops e trabalhar em qualquer lugar do mundo. Você quer que pessoas excelentes escolham estar com sua organização.”

Construir uma organização vencedora é cheio de inspiração e muitas histórias com as quais você pode se relacionar com lições que podem ser aplicadas à sua própria organização. Você pode não estar executando um programa de MBA, trabalhando na Alemanha ou enfrentando exatamente os mesmos desafios que Dylan ilustra nestas páginas, mas garanto que você tem desafios semelhantes em relação a motivar seus funcionários, recrutar e reter os melhores funcionários, fazer com que os clientes continuem voltando , e sentir que você está fazendo a diferença no mundo e não apenas um dinheirinho. Se você deseja que sua organização tenha sucesso além do que está fazendo atualmente, pegue este livro e comece a mágica!

About admin

Check Also

Summary of a Technique For Producing Ideas by James Webb Young

A capacidade de produzir grandes ideias uma após a outra é uma habilidade cobiçada tanto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.